Atualidades

ChatGPT e o futuro do trabalho

Você já ouviu falar sobre o ChatGPT? Caso não conheça a ferramenta, de uma forma bem simplificada, trata-se de um sistema de processamento de linguagem natural que foi projetado para fazer conversas mais parecidas com o modo como as pessoas interagem. Ele lê e processa muitos textos e “aprende” como as pessoas falam e pensam. Depois de ser treinado, o ChatGPT pode responder a perguntas e ter conversas de maneira mais natural, como se fosse uma “pessoa de verdade”. Após interagir com a ferramenta e entender um pouco mais do que ela é capaz, fiquei me perguntando: como tecnologias dessa natureza impactarão o futuro do trabalho e das profissões? Antes de discorrer um pouco mais sobre o tema, decidi perguntar para o próprio software o que ele “pensa” sobre o assunto: Katiuscia: Como o ChatGPT impactará o futuro do trabalho e das profissões? ChatGPT: O ChatGPT é uma ferramenta de processamento de linguagem natural que foi projetada para fazer conversas mais naturais e eficientes. Isso pode ter um impacto positivo em vários setores, como atendimento ao cliente, vendas e suporte técnico, onde as pessoas podem usar o ChatGPT para se comunicar com os clientes e resolver problemas de maneira mais rápida e eficiente. No entanto, é importante lembrar que o ChatGPT e outras ferramentas de processamento de linguagem natural só serão tão eficientes quanto os dados de treinamento que recebem. Portanto, é importante fornecer ao ChatGPT dados de qualidade e atualizá-lo regularmente, para garantir que ele possa oferecer as melhores respostas possíveis. Em geral, o ChatGPT pode ser uma ferramenta valiosa para ajudar as pessoas a se comunicar de maneira mais eficiente e natural, mas é importante lembrar que ele não pode substituir completamente o trabalho humano e que as pessoas ainda serão necessárias para fazer a maior parte do trabalho. Se olharmos o passado como forma de prever possíveis tendências sobre este assunto, observaremos que muitas profissões foram extintas com o avanço da tecnologia, porém, ao mesmo tempo, tantas outras foram criadas ou, até mesmo, adaptadas. Certo? Apesar de algumas teorias e hipóteses sobre o assunto, a verdade é que não é possível prever com certeza quais profissões deixarão de existir devido a esta inovação tecnológica. Porém, é bem provável que algumas tarefas e trabalhos sejam automatizados ou substituídos no futuro, enquanto outros, provavelmente, se tornarão ainda mais importantes. Um exemplo claro sobre esse tema é que plataformas como essa serão tão eficientes quanto os dados de treinamento que recebem. Ou seja, as pessoas que fornecem os conhecimentos e treinamentos seguirão sendo fundamentais. Como reflexão final, imagino que a tecnologia atuará na redução ou até mesmo na eliminação de atividades rotineiras e mais simples de serem executadas, deixando para nós, humanos, o pensamento mais complexo, disruptivo e criativo. Caberá, cada vez mais, a nós criar as estratégias, construir o caminho e deixar aos robôs e inteligências artificiais a execução das premissas elaboradas por nós. E ainda existem as competências comportamentais, como a inteligência emocional — sim, as famosas soft skills — e as máquinas não conseguiram superar os humanos. O diferencial e valor que as pessoas são capazes de aportar estão principalmente relacionados à capacidade de se adaptar às mudanças, aprender novas habilidades, desafiar o status quo, entre outras competências relacionais, que serão ainda mais importantes no futuro, independentemente da profissão, e que as máquinas, por mais evoluídas que sejam, ainda não estão preparadas para colocar em prática. FONTE: RH PRA VOCE LINK DA MATÉRIA: https://rhpravoce.com.br/colab/chatgpt-e-o-futuro-do-trabalho/
Read more...

FELIZ DIA DOS PROFESSORES: 15 DE OUTUBRO

O Sincomerciariossc parabeniza a todos os professores e professoras pelo dia dos professores, comemorado anualmente em 15 de Outubro por todo Brasil. No dia 15 de outubro de 1827, Dom Pedro I, Imperador do Brasil, decretou uma Lei Imperial responsável pela criação do Ensino Elementar no Brasil (do qual chamou “Escola de Primeiras Letras”), e através deste decreto todas as cidades deveriam ter suas escolas de primeiro grau. O decreto também continha o salário dos professores, as matérias básicas e até como os professores deveriam ser contratados. “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina” P-A-R-A-B-É-N-S
Read more...
Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda? clique aqui
Olá... tudo bem?
Como podemos te ajudar?